Arquivo X volta em belíssima forma





Fora do ar a mais de uma década, a série retorna numa temporada de 6 episódios, leia agora o review do retorno da clássica série dos anos 90.









Misturando elementos de ficção científica e paranoia governamental , X-FILES, clássico do gênero retornou esta semana, com todo elenco, equipe de produção e criador original.

Dana e Mulder, uma dupla pefeita

Novo "Arquivo X" mira fãs, mas tem paciência para quem está começando, trata elementos clássicos da franquia, mas explica tudo de forma bem sucinta para os novos espectadores. Logo nos primeiros minutos, Fox Mulder (David Duchovny) se apresenta e resume sua história: testemunha da abdução da irmã por alienígenas na infância, ele se tornou agente especial do FBI e ao lado da médica e parceira Dana Scully (Gillian Anderson) investigou casos paranormais não explicados, tentando provar uma conspiração do governo para esconder a existência de extraterrestres.


Chama a atenção logo em um primeiro momento os ótimos efeitos especiais, a produção muito bem cuidada e o fato do foco ser a mitologia da série, abduções e suas relações com experimentos governamentais. Este é claramente um episódio de “mitologia” e não de “monstro da semana”, por óbvio, já que apresenta aquela que pode vir a ser “a maior conspiração da história”, que começou justamente com a queda do disco voador de Roswell na década de 40 e permitiu, segundo as evidências organizadas , que uma poderosa organização (seria o retorno do Sindicato?) estaria prestes a “tomar” o mundo com suas farsas. E se nos anos 90 muito do que Mulder teorizava já parecia plausível, hoje suas preocupações soam até mesmo legítimas, quando o capítulo aponta como evidências de uma vasta conspiração a vigilância propagada por organizações como a NSA, o uso indiscriminado e irresponsável de drones, o controle genético de alimentos e por aí vai, fazendo com que questionemos até mesmo nossos hábitos rotineiros (basta lembrar que todos temos supercomputadores no bolso, acessíveis pelas maiores corporações do planeta).


trailer do retorno da série

Com isso, o primeiro episódio da temporada, abre um campo de possibilidades bastante interessante para ser explorado pelos capítulos seguintes, já que com isso também resgata – ainda que pincelando aqui e ali – vários elementos mitológicos que a série trouxe ao longo de nove temporadas, tendo a tecnologia alienígena como o pano central de tudo graças aos elaborados flashbacks do caso Roswell (aliás, este episódio já faz a melhor representação do incidente em uma produção até hoje) e das evidências que vão surgindo.

Trazendo também Mulder e Scully questionando tudo que aconteceu em suas vidas até hoje graças ao vigor do inquieto personagem de McHale, além de um retorno “esfumaçado” ao final, o episódio 10×01 de Arquivo X mostra que ainda há muitas “verdades” lá fora para serem perseguidas pelos herois. Se por um lado a série clássica envelheceu muito bem e resistiu ao teste do tempo, esta nova versão igualmente não faz feio e prova que a franquia tem fôlego pra muito mais. Tomara que este seja mais que um mero reboot e sirva para ressuscitar de vez esta bela produção da TV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário